Categoria: worshipping (adorando pés)
Autor: Vinícius






Meu pai tem uma namorada, cujo filho devia ter uns 16 anos na época. Eu tinha apenas 13, mas já sabia que era gay e também podólatra.

Eu desejava muito aqueles lindos pés que calçavam 40. Já tinha batido várias vezes uma punhetinha olhando para eles, mas para tocá-los mesmo eu não tinha coragem. Ele tinha um sono muito leve! Eu até já tentei, mas acabei acordando ele um pouco (ele se virou na cama, e eu fingi que estava dormindo). Se ele percebeu algo, nunca me falou nada.

Um dia ele adormeceu no sofá (ele tinha virado a noite e estava com muito sono). Estávamos no mesmo sofá eu, ele, meu pai e a namorada. Assistíamos a apuração das notas das escolas de samba do carnaval de São Paulo. Logo depois disso, meu pai e a namorada sairam e eu fiquei a sós com o menino que dormia no sofá. Minha irmã estava no andar de cima da casa e ela poderia descer a qualquer momento.

Eu olhava aquelas maravilhas de pés e queria muito tocá-los. Então eu os toquei, os beijei e os acariciei. Tudo isso sem ele acordar! Eu amei aquele momento intensamente, mas estava de olhos e ouvidos abertos que para nada de mal acontecesse. Eu os massajeava e os beijava, até que os agarrei e bati uma punhetinha maravilhosa. Fui para a cozinha, bebi um pouco de água e voltei. Novamente os massageei e me masturbei até gozar. Fiz isso ainda mais uma vez, até que meu pai e ela chegaram. Daí eu fui ao banheiro e me lavei pra me limpar do gozo!