Categoria: Foot worship






Sou um gay não-assumido, devido a muitas razões que não vem ao caso. Resolvi contar essa minha experiência com os pés (nunca tive outro tipo de relações com um homem), porque cada vez mais percebo como é grande o número de homens que gostam de pés.

Tudo começou em um dia em que meu primo precisava fazer um trabalho para a escola, e me pediu ajuda. Tudo combinado ele chegou em minha casa e começamos a fazer o tal do trabalho, mas demorou mais do que esperávamos, ele não tinha como ir embora sozinho, e minha mãe iria sair de noite. Resolveu dormir aqui em casa. Terminamos o trabalho e fomos dormir, eu na minha cama e ele na do meu irmão (que também tinha saído), logo ao lado da minha. Sempre amei pés de homens, principalmente as solas e os dedos.

Naquele dia não pretendia fazer nada com ele, mas quando o vi descalço, meu pau subiu na hora, mas de jeito nenhum iria me assumir, e muito •menos propor algo. Bolei então um plano. Esperar ele dormir e... Conversamos um pouco e fomos dormir, fingi que iria dormir também. Levantei, desci, assisti TV, para esperar ele dormir, voltei para cima e comecei rondar ele para ter certeza de que estava dormindo, acendi o abajur, mexi nele para ter certeza absoluta. Me ajoelhei ao pé da cama e soltei o cobertor e os lençóis, tive então aquela visão maravilhosa daquelas duas solas perfeitinhas na minha frente. Fiquei um tempo só admirando, e tomei coragem de pôr a mão, eram solas macias e quentinhas.

Durante um tempo fiquei passando a mão e massageando, resolvi então fazer algo mais excitante, aproximei meu rosto da sola do pé dele comecei a sentir na pele aquele pé lindo. Dei alguns beijos por toda sua sola, passando os lábios e indo à loucura. Puxei um pé dele para o lado da cama, passei a mão em seus dedos levantei seu dedinho e coloquei o meu indicador no meio dele, fiquei um tempão assim, decido ir até fim com aquela loucura, coloquei um pouco de saliva em meu dedo e passei entra o dedo do pé dele, me abaixei, fiquei agachado, botei o pau para fora e comecei a bater uma punheta, me aproximei novamente do pé dele, e coloquei a língua entre seus dedos, foi incrível, a melhor sensação que jamais senti.

Coloquei então o canto da minha boca entre seus dedos, e chupei seus dedinhos, fui fundo, engoli quase metade de seu pé, dentro da minha boca continuava passando a língua em seu dedo. Lambi todo o pé dele e senti aquele gosto maravilhoso. Peguei seu pé e puxei para fora, coloquei meu pau entre o seu dedão e comecei a punhetar, tirei um pouco, passei minha glande por todo o pé dele, voltei a por o pau entre seus dedos e gozei em seu pé, limpei o gozo e sai do quarto, fui para o banheiro e bati novamente pensando naquilo tudo. Durante aquela noite tudo se repetiu várias vezes (da 1:00 hr até as 6:00). Agora sempre que consigo convencê-lo a dormir aqui, ou eu na casa dele, repito tudo de novo...

Fonte: