O tamanho do pênis é alvo de grande interesse para muitas pessoas. Algumas consideram ter um pênis grande um sinal de masculidade, enquanto outras consideram que seus pênis são muito pequenos para satisfazer as pessoas com quem fazem sexo. Estas inseguranças levaram ao surgimento de muitas crenças errôneas sobre o tamanho do pênis e à criação de uma indústria completamente voltada para o aumento do pênis.

Comparado com outros primatas, até mesmo primatas maiores como o gorila, a genitália humana masculina é consideravelmente grande. O pênis humano é mais longo e grosso que qualquer outro primata tanto em termos absolutos, quanto comparado com o tamanho relativo ao resto do corpo.

Apesar de toda a especulação, dois cientistas britânicos desmentiram a ideia de que o tamanho do pé está relacionado com o tamanho do pénis de um homem. 104 homens foram sujeitos a um estudo no qual foi medido o pênis e o número do sapato, e não foi encontrada qualquer relação entre os tamanhos. No entanto, os cientistas afirmaram que deve existir alguma parte do corpo que prediga o tamanho do pênis.

Seguindo a trilha da pesquisa que chegou a essa conclusão, agora um novo estudo afirma que, para ter a resposta, os curiosos devem dar uma espiada no dedo indicador.

DE ACORDO COM OS CIENTISTAS GREGOS, O COMPRIMENTO DO DEDO INDICADOR PODE PREVER COM PRECISÃO O COMPRIMENTO DO PÊNIS.

Os resultados foram publicados na edição de setembro da revista científica Urology.

Evangelos Spyropoulos e colaboradores do Hospital Naval e de Veteranos em Atenas, na Grécia, afirmaram ter realizado o atual estudo para reunir mais informações sobre a relação entre as medidas do corpo e o tamanho da genitália masculina. Os cientistas argumentam que esse tipo de informação - bem como uma definição mais clara do que seja "o tamanho normal do pênis" - ajudará os médicos a aconselhar e tratar o grande número de homens preocupados com as suposta inadequação de seus genitais.

"A falta de padronização de dados métricos e a ausência de critérios amplamente aceitos a respeito do tamanho adequado da genitália externa cria grandes dificuldades no aconselhamento e/ou tratamento de jovens com preocupações relativas à inadequação sexual", escrevem os autores.






No atual estudo, Spyropoulos e seus colaboradores mediram o comprimento do pênis e o volume dos testículos de 52 homens jovens e saudáveis com idades entre 19 e 38 anos e compararam os dados com outras medidas corporais, incluindo altura, peso, índice de massa corporal (IMC, que mede a relação entre peso e altura), comprimento do dedo indicador e proporção entre cintura e quadril.

Em vez de medir o pênis ereto de um homem, a equipe mediu o pênis flácido e esticado, que observou estar estatisticamente correlacionado ao comprimento do pênis ereto.


"Idade e medidas corporais não estavam associadas ao tamanho da genitália, excluindo o comprimento do dedo indicador, que apresentou uma correlação significativa com as dimensões do pênis flácido e esticado ao máximo", indica o estudo.
"Percebemos que a população escolhida como objeto foi relativamente inadequada e sugerimos que uma pesquisa mais ampla, com um número significativamente maior de indivíduos, é necessária para confirmar as observações, particularmente a tendência de relação demonstrada entre o comprimento do pênis e o do dedo indicador", concluíram Spyropoulos e colaboradores.


Portanto, esqueça a história de que o tamanho do pênis tem relação com o tamanho do pé. Até hoje, a única coisa que a ciência comprova é que negros tendem a possuir o pênis de maior comprimento, e árabes, de maior diâmetro. O pênis do brasileiro mede em torno de 13 a 17 cm de comprimento por 3 a 5,5 cm de diâmetro.




- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -